Notícias

Waist training é saudável?

By 31 de agosto de 2015 Nenhum comentário

Você sabe o que é waist training? Em tradução literal, waist training significa treinamento de cintura ou abdômem. Esta é mais uma das modas que surgem na internet e são impulsionadas por celebridades: o uso de corpetes para “treinar” e modelar a região abdominal para atingir o visual necessário.

A partir desta tendência a repórter Aly Walansky, do site Smart Beauty Guide, resolveu investigar se a nova moda é segura e dá resultados.

428-BX

Se a pressão exercida pelo corpete for moderada e modesta, como a exercida por cintas usadas por quem se submete a lipoaspirações ou abdominoplastias, não há riscos para as mulheres. Apesar disso, o uso da peça não irá eliminar gordura ou oferecer resultados reais de contorno corporal, como após uma cirurgia plástica. No entanto algumas pessoas podem se sentir mais confiantes.

O problema, de acordo com Jenifer Walden, cirurgiã plástica americana integrante da ASAPS, é o exagero na compressão.

“O corpete em si não tem nenhum efeito na redução da gordura ou da silhueta de quem usa. Se você parar de usar o corpete irá retornar ao estado anterior se não estiver se alimentando corretamente ou praticando exercícios físicos. Ele não fará nenhuma diferença se for usado por um curto período de tempo, mas se o período for de dias, semanas ou mesmo meses um corpete muito apertado estará em risco de ter problemas de saúde como refluxo gástrico, compressão de órgãos internos, inchaço das pernas ou da pele abaixo do corpete e dores musculoesqueléticas depois de um período prolongado de uso”, explica a Dra. Jenifer.

Apesar de dar confiança a quem usa e oferecer resultados, ainda que limitados, o padrão ouro para eliminar gordura da cintura e remodelá-la é a lipoaspiração. Também há opções de procedimentos minimamente invasivos. Ou seja: se você estiver em busca de um resultado seguro deixe de lado a moda do “waist training” e procure um cirurgião plástico associado à SBCP!

Com informações do Smart Beauty Guide.

Foto sob licença Creative Commons 1.0