Monthly Archives

fevereiro 2016

O cigarro é um dos hábitos mais prejudiciais

By | Notícias

O cigarro é um dos hábitos mais prejudiciais para quem pretende fazer uma cirurgia plástica. Isso porque ele afeta a microcirculação, o que prejudica a cicatrização e recuperação da pele. Conheça 5 passos para abandonar de vez esse vício:

1. Pense no tabagismo como doença. Isso é importante para ter determinação e derrotar o vício.
2. Procure um médico. Cardiologistas, pneumologistas e psiquiatras são os mais indicados. Só 3% param “na raça”. Com ajuda, as taxas aumentam para 35%.
3. Converse com seu médico. Às vezes, é necessário controlar a abstinência com repositores de nicotina, como chicletes, pastilhas e adesivos; e antidepressivos, caso da bupropiona e da vareniclina.
4. Pare de uma vez. Segundo especialistas, essa é a maneira ideal de parar. Programe algo que goste de fazer para se distrair e relaxar nesta data.
5. Pratique atividades físicas. Elas liberam hormônios cerebrais que provocam estímulos semelhantes aos do cigarro. Outro truque eficaz é beber bastante água para distrair” a mente.

Fonte: M de Mulher

Lifting de coxas

By | Notícias

Você já tentou controlar a alimentação e manter uma rotina de atividades físicas, mas não conseguiu deixar suas pernas como desejava?

Conheça melhor a cirurgia plástica de lifting de coxa e veja se ela pode ser uma alternativa para conseguir o resultado que a redução de peso e os exercícios não trouxeram.

Acesse: http://bit.ly/lifting-coxa

Cirurgia para homens

By | Notícias

É cada vez mais comum homens, de todas as idades e de todas as classes sociais, se submeterem à cirurgia plástica por razões estéticas. Os principais objetivos dos homens incluem nariz mais proporcional, rosto rejuvenescido e cintura menos marcada.

Saiba mais em: http://migre.me/hErgb

O nariz paulistano

By | Notícias

Em janeiro de 1554, um grupo de jesuítas, comandado pelos padres Manuel da Nóbrega e José de Anchieta, chega ao planalto, com o objetivo de catequizar os índios que viviam na região. Em 25 de janeiro daquele ano, dia em que se comemora a conversão do apóstolo Paulo, o padre Manuel de Paiva celebra a primeira missa na colina. A celebração marcou o início da instalação dos jesuítas no local e entrou para a história como nascimento da cidade de São Paulo.

Hoje comemoramos os 462 anos da nossa cidade. E eu, como um típico paulistano, reclamo todos os dias da violência exagerada, do trânsito movediço que paralisa o meu dia e da poluição repugnante que abraça o meu nariz e lacrimeja meus olhos.

Também tento fugir nos feriados para o litoral e embarco reclamando no lerdo e manco comboio de automóveis que escapam da cidade. Mas no final de tudo, como todo paulistano, eu amo essa cidade que tem o meu nome.

O meu nariz, contudo, luta diariamente contra o legado do progresso acelerado e das atrocidades ecológicas que agrediram a cidade. Frequentemente ele se obstrui, coça, espirra, escorre e me obriga a compras constantes de spray e corticóides nasais.

846

No entanto, cirurgiões da Universidade de Stanford, na Califórnia, publicaram no último dia 15 uma pesquisa revelando que a realização da cirurgia para tratamento da obstrução do nariz é, a longo prazo, mais econômica do que o uso prolongado de sprays nasais.

O estudo incluiu 100 homens e 79 mulheres com uma média de idade de 37,9 anos. Todos foram diagnosticados previamente com obstrução da via aérea nasal decorrente de um desvio de septo ou estreitamento da válvula do nariz .Dos 179 pacientes estudados, apenas 8 obtiveram melhora total apenas com o uso dos sprays. Os restantes foram submetidos a cirurgia para melhora dos sintomas.

Um dos objetivos da pesquisa foi fornecer um cálculo matemático detalhado provando para as companhias de seguro que a cirurgia apresenta um custo mais baixo a longo prazo do que o uso prolongado de medicamentos, sem contar com o aumento da qualidade de vida .

Atualmente, as novas técnicas de cirurgia plástica do nariz permitem um tratamento estético funcional, onde, alem de proporcional um nariz mais atraente, a parte respiratória é melhorada num único procedimento.

 

Fonte: Diário de S.Paulo
Autor: Paulo Godoy
Foto: sid (via Flickr / CC BY-NC-ND 2.0)

5 razões para uma rinoplastia

By | Notícias

A rinoplastia, ou cirurgia plástica de nariz, é uma dos procedimentos mais requisitados entre homens e mulheres de todas as idades por diversos motivos, como sua versatilidade.

“Não existe apenas uma razão pela qual uma pessoa consulte um cirurgião plástico sobre rinoplastia. Os motivos são múltiplos e incluem aspectos estéticos e funcionais do nariz. Isso impulsionou a popularidade da rinoplastia, em conjunto com os avanços das técnicas e da tecnologia”, afirma o presidente da Academia Americana de Cirurgia Plástica Facial e Reconstrutiva (AAFPRS, em inglês), Dr. Stephen Park.

Veja cinco razões que levam as pessoas a se submeterem a uma rinoplastia:

 

795

 

5) Se estiver quebrado, conserte
Narizes quebrados são freqüentes e podem acontecer durante a prática de esportes, acidentes ou quedas, por exemplo. O Dr. Park explica que é importante consultar um cirurgião plástico depois de lesões graves no nariz para determinar se houve ou não fraturas e também que há uma janela de tempo em que a cirurgia plástica pode ser feita para corrigir fraturas nasais.

4) Problemas de respiração

O presidente da AAFPRS explica que pessoas que roncam ou tem problemas para respirar tem um desvio de septo ou outra deformidade nasal. De acordo com o cirurgião plástico, uma rinoplastia pode ser indicada para corrigir este problema e melhorar aspectos funcionais. Atualmente os cirurgiões plásticos podem tratar aspectos funcionais e estéticos no mesmo procedimento.

3) Sinusite

Este problema pode ser causado por um desvio de septo ou outra condição que exija uma intervenção cirúrgica. Nestes casos a cirurgia plástica pode ser necessária para melhorar a respiração e a qualidade de vida do paciente.

2) Autoestima melhor

Diversos estudos apontam que a cirurgia plástica de nariz pode melhorar a autoestima e a qualidade de vida das pessoas. O Dr. Edwin Williams, presidente eleito da AAFPRS, explica que se o paciente for consciente do formato e tamanho de seu nariz, a rinoplastia pode ser um propulsor da sua autoestima. O cirurgião plástico ressalta que cirurgias plásticas não devem ser feitas para agradar outras pessoas.

1) Idade avançada

Além dos olhos e queixo, o nariz também pode sofrer com a ação do tempo. O Dr. Willams explica que a gravidade pode puxar o tecido do nariz para baixo e fazer com que a ponta fique para baixo e a deixe mais arredondada.

 

Com informações da AAFPRS. Leia o texto original aqui.

Crédito da foto: Pipa Buchanan (via Flickr / CC BY NC ND 2.0)

Pós-operatório: mantenha-se saudável após seu procedimento

By | Notícias

Só porque sua operação terminou não significa que é hora de parar de cuidar de seu corpo. A forma como você se trata nas semanas imediatamente após o procedimento é essencial para garantir que os resultados e saúde em geral permaneçam positivas.

Antes de seu procedimento, certifique-se de realizar muita pesquisa sobre o procedimento e suas recomendações pós-operatórias. Seu cirurgião plástico e sua equipe devem fornecer instruções detalhadas sobre o que você deverá esperar à medida que sua recuperação avançar. Além de manter uma dieta saudável, não se esqueça de manter o seguinte em mente quando estiver se recuperando de sua cirurgia:

I

Entenda os riscos antes de seu procedimento
Como acontece com qualquer operação, existem riscos envolvidos. Não importa se você está se submetendo a um peeling facial ou a uma abdominoplastia, há várias coisas a considerar antes de seu procedimento. Primeiro, os pacientes só procurar cirurgiões plásticos integrantes da SBCP. Escolher bem o profissional é essencial para o sucesso de seus resultados. Além disso, os pacientes devem realizar uma investigação antes de seu procedimento para compreender plenamente os riscos associados.

Preste atenção aos conselhos de seu cirurgião plástico
Há várias boas práticas que os pacientes devem seguir no pós-operatório, mas elas dependem do tipo de cirurgia plástica. Enquanto pode ser possível retornar rotinas diárias um ou dois dias depois de procedimentos minimamente invasivos, cirurgias mais invasivas podem exigir várias semanas de recuperação.

Os pacientes devem analisar essas informações a fim de se preparar para a sua recuperação. Por exemplo, dentro das primeiras 48 horas após a operação os pacientes podem esperar inchaços e desconforto. É preciso lembrar que a recuperação varia de pessoa para pessoa, afinal são organismos diferentes. Manter contato constante com o cirurgião plástico também é importante para evitar surpresas e garantir que os eventuais sintomas não são motivo de preocupação.

Fonte: Smart Beauty Guide
Foto: Alex E. Proimos via Compfight cc