Monthly Archives

dezembro 2017

Projeto Nacional de Defesa da Especialidade

By | Destaque

Projeto Nacional de Defesa da Especialidade se tornou um patrimônio irrenunciável de todos os cirurgiões plásticos brasileiros que investem na ética e devoção a Medicina e aos pacientes.

Por SBCP

As ações responsáveis, legalistas, estrategicamente planejadas sobre um plano de ação institucional e jurídica, desde sua constituição em 2016, permitiram que o Projeto Nacional de Defesa da Especialidade granjeasse os resultados positivos de seu pleito maior, que é o exercício qualificado da cirurgia plástica brasileira.

A indignação e revolta dos éticos, foi substituída pelo reconhecimento das conquistas. E não foram poucas: cursos de pós graduação em cirurgia plástica, promovido por entidades não reconhecidas, banidos; Judicialização em face de entidades ilícitas (médicas e paramédicas); Judicialização em face de médicos não especialistas, aventureiros no exercício da cirurgia plástica; Enfrentamento legal de Resoluções dos Conselhos Federais de Farmácia, Enfermagem e Biomédicos, que ferem a Lei do Ato Médico, já com decisões favoráveis,

Nesta esteira, esta Diretoria da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, informa decisão liminar do Juízo da 5ª Vara Federal de Natal-RN, em favor do pleito da SBCP, contra a Resolução do Conselho Federal de Odontologia (CFO)  nº176/2016, revogando seus efeitos.

Esgotadas todas as tentativas de conciliação com o CFO, insistentemente promovidas pela SBCP, e diante do grande número de complicações e sequelas advindas da prática imperita, somente a judicialização como meio de sanear as divergências, e assegurar o emprego de técnicas próprias da cirurgia plástica e dermatologia, por profissionais médicos qualificados. Mister que se diga: tal pleito passa ao largo de reserva de mercado. Mercado de trabalho se define pela qualificação científica e habilitação reconhecida. Todas estas ações se convergem para o mesmo objetivo: SEGURANÇA CIRÚRGICA E PROTEÇÃO À SAÚDE PÚBLICA.

São Paulo, 16 de dezembro de 2017

Diretoria Executiva Nacional
Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Bento Gonçalves sedia 13º Congresso do Conesul – FILACP

By | Notícias

Cirurgiões plásticos do Brasil, Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai estão reunidos desde ontem, 07 de dezembro, No Spa do Vinho, localizado na cidade gaúcha de Bento Gonçalves (RS), onde participam da 13ª edição do Congresso do Conesul – FILACP, evento que ocorre a cada dois anos e sediado em países e cidades diferentes, organizado pelas sociedades de cirurgia plástica locais.

Em 2017 a organização é da SBCP e marca a sua forte união com a FILACP no último biênio, em busca de uma integração científica latino-americana para fortalecer a especialidade, rompendo fronteiras para abordar e buscar soluções para problemas comuns à cirurgia plástica dos vários países participantes da FILACP.

A sessão solene de abertura marcou o início do Congresso e começou parabenizando aos especialistas pelo Dia do Cirurgião Plástico e a SBCP pelos seus 69 anos.

Compuseram a mesa, o presidente da SBCP, Luciano Chaves; o presidente da FILACP, Guillermo Vasques; o secretário geral da SBCP e presidente eleito para o biênio 2018/2109, Niveo Steffen; o presidente da SBCP-RS, Eduardo Mainieri Chem; o diretor de eventos científicos da FILACP, José Yoshikazu Tariki; o secretário geral do Departamento de Eventos Científicos da SBCP, Eduardo Nigri; o diretor de relações internacionais da FILACP, Romulo Guerrero Viscunha; o chanceler da SBCP, Nelson Sarto Piccolo e o secretário de turismo de Bento Gonçalves, Rodrigo Parisotto, que representou o prefeito da cidade.

O secretário de saúde de Bento Gonçalves e as representantes do Bento Gonçalves Convention Bureau, Sabrina Cardoso e Daniele Araújo, também estiveram presentes na solenidade de abertura.

Confira os principais momentos do primeiro dia do 13º Congresso do Conesul FILACP. O evento acontece até o dia 09 de dezembro.

Presidente da SBCP participa de audiência pública em Brasília sobre intercorrências em lipoaspiração

By | Notícias

O assunto tem ganhado notoriedade na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e da Comissão de Seguridade Social e Família e abre espaço para discussão da Defesa da Especialidade

Por SBCP

O presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Luciano Chaves, participou na tarde desta terça-feira, 05 de dezembro, de uma audiência pública da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, na Câmara dos Deputados, em Brasília, para debater intercorrências e óbitos em consequência da lipoaspiração.

Chaves explicou que a técnica de realizar a lipoaspiração é única, mas que existem várias metodologias que podem minimizar ou ampliar a possibilidade de intercorrências. O presidente aproveitou para explicar sobre a invasão da especialidade que tem aumentado consideravelmente o número de intercorrências e óbitos e explicou o Projeto Nacional de Defesa da Especialidade, criado no início de sua gestão em 2016.

Ao lado da representante do Conselho Federal de Medicina (CFM), Rosylane Nascimento das Merces Rocha, do dermatologista Érico Pampado Di Santis, da pesquisadora Centro Cochrane do Brasil, Daniela Panchito e das deputadas Carmen Zanotto e Pollyana Gama, Luciano Chaves discutiu a atuação de outras especialidades atuando na cirurgia plástica e o aumento de intercorrências e óbitos e defendeu a notificação compulsória e a mudança na legislação para coibir a atuação de não especialistas e aumentar a segurança dos pacientes.