Notícias

Comitê de Gestão – COVID-19 SBCP

By 16 de março de 2020 Nenhum comentário
  1. Criação de uma Comissão Permanente de Prevenção e Gestão de Informações relacionado ao COVID-19, especificamente sobre a Cirurgia Plástica;
  1. Elaboração de plano de ação embasado no conhecimento técnico atual;
  1. Divulgação de informações corretas em interface com Departamento de Comunicação da SBCP, Órgãos Sanitários Nacionais e Internacionais e a imprensa;
  1. Composição:

Dênis Calazans Loma – Presidente SBCP
Leandro Pereira – Secretário Geral SBCP
Antonio Carlos Vieira – Tesoureiro Geral SBCP
Luis Henrique Ishida – Diretor do DEC
José Horácio Aboudib – Academia Nacional de Medicina
Lydia Masako Ferreira – UNIFESP
Rolf Gemperli – USP
Luciano Chaves – IDEAH
Anne Groth – Universidade Positivo


Recomendações
aos Cirurgiões Plásticos brasileiros, sobre a pandemia de Coronavírus (Corona-19):

  • Responsabilidade e decoro na divulgação de informações relacionadas ao Coronavírus, sobretudo em mídias eletrônicas, evitando a disseminação de informações e/ou memes, que não possam verificar veracidade ou que possam gerar inquietude na população;
  • Disponibilização de EPI (Equipamento de Proteção Individual) – máscara facial descartável, e álcool gel nas clínicas/consultórios de Cirurgia Plástica, bem como instruir os colaboradores a seguirem as diretrizes epidemiológicas divulgadas pelas autoridades sanitárias nacionais e locais (Ministério da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária; Secretarias de Estado de Saúde, Secretarias Municipais de Saúde);
  • Estimular o corpo de colaboradores à vacinação anti-influenza, assim que a mesma estiver disponível;
  • Permanente atualização das diretrizes epidemiológicas divulgadas pelas autoridades sanitárias nacionais e locais;
  • Cirurgias Plásticas eletivas realizadas na rede pública de hospitais, devem ser postergadas, quando possível (observada a particularidade de cada caso, sobretudo a segurança dos pacientes), a fim de contingenciamento de leitos hospitalares;
  • Cirurgias Plásticas eletivas na rede privada devem obedecer às diretrizes oficiais específicas, promulgadas pelas autoridades sanitárias (locais e regionais) e o próprio estabelecimento de saúde, observadas algumas especificidades:

a) Rigorosa avaliação pré operatória, sobretudo de anamnese recente de possível contato do paciente com pessoas em estado gripal ou oriundas de regiões endêmicas;

b) Criteriosa avaliação clínica e física do paciente, ponderando comorbidades e eventuais riscos potenciais (idade, diagnóstico, técnica a ser empregada, etc.);

c) Rigor no dever de informação ao paciente, instruindo-o sobre a pandemia de Coronavírus, seus riscos e sua interação com a cirurgia pretendida. Registro expresso em documento de consentimento cirúrgico (de acordo com a rotina de cada médico);

d) Visitas de familiares e amigos, quando necessárias devem ser estimuladas a serem feitas por meios eletrônicos/digitais (skype, facetime, whatsapp, outros), e as presenciais terminantemente evitadas. Quando imprescindíveis, devem ter o rigor de prevenção, com uso pelo visitante, de EPI (Equipamento de Proteção Individual) – máscara facial, utilização de álcool gel, não tocar o paciente, distância mínima de 1 metro, e brevidade da visita;

e) Proporcionar ao paciente operado, assistência domiciliar, quando possível, por integrante da equipe médica, a fim de se evitar o trânsito do paciente e possível contaminação;

f) Rigor na vigilância e assistência destes pacientes.

  • O agendamento de pacientes para atendimento nas clínicas/consultórios, deve ter o gerenciamento cuidadoso a fim se evitar aglomeração, bem como alongado tempo de espera;
  • Procedimentos ambulatoriais minimamente invasivos, podem ser realizados desde que observadas as mesmas especificidades cirúrgicas;
  • Estão suspensos todos os eventos científicos, assistenciais (mutirões de cirurgias plásticas) e administrativos promovidos pela SBCP e suas Regionais, até que novas diretrizes epidemiológicas permitam garantir segurança para tanto;
  • Estas recomendações podem ser alteradas a qualquer tempo de acordo com as Diretrizes/Portarias/Determinações/Decretos das autoridades oficiais, e serão pronta e constantemente atualizadas pela SBCP.
  • A SBCP reafirma seu papel como entidade médica, e seu compromisso com a excelência científica em prol da segurança da população.

 

São Paulo, 15 de março de 2020

Diretoria Executiva Nacional
Comitê Permanente de Prevenção e Gestão de Informações – Covid-19
Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica