Archive: setembro, 2012

Cirurgia Plástica Vaginal em ascensão, mas a que custo?

Imagem

Não há como negar a popularidade da cirurgia plástica no mundo todo e, apesar do aumento de homens submetidos a procedimentos estéticos, a maioria dos pacientes que encaram o bisturi ainda são as mulheres.

Os procedimentos mais populares entre elas são mamoplastia de aumento, lipoaspiração, abdominoplastia e blefaroplastias, de acordo com dados de 2011 da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica Estética. Todos os procedimentos são testadas e aprovados, e se mostraram como alternativas para aumentar a autoestima e deixar os pacientes se sentindo melhor em relação a seus corpos. No entanto, há um tipo de cirurgia que vem ganhando popularidade e está causando preocupação nos médicos especialistas – a cirurgia íntima.

Pode parecer pouco convencional, mas milhares de mulheres se submetem a cirurgia plástica vaginal a cada ano, de acordo com a Reuters. As cirurgias variam entre aperto cirúrgico, modelagem dos lábios e amplificação do ponto G com enchimentos. Algumas mulheres se queixam de que já não se sentem estimuladas durante o sexo, mas outras vêm para o seu médico, porque sentem que sua genitália não é tão atraente como era antes ou como o que viu na televisão e internet.

“As mulheres vêm a mim e dizem que não sentem mais desejo de ter relações sexuais”, disse um cirurgião plástico de Atlanta que realiza cirurgia ginecológica há mais de duas décadas. “Eu garanto que, se um homem não sentir nada, ele não teria relações sexuais também”.

Outros médicos, incluindo especialistas em cirurgia plástica e a própria SBCP, são mais cautelosos com o procedimento, afirmando que esse tipo de procedimento não tem comprovação de que ajuda a estimulação sexual e pode causar efeitos colaterais negativos. Cicatrizes e perda de sensibilidade são apenas alguns dos riscos envolvidos, mas a principal preocupação é que essas mulheres têm expectativas irrealistas de como elas deveriam ser.

É por isso que é essencial que os pacientes consultem um cirurgião plástico certificado antes de realizar qualquer procedimento estético. Médicos com experiência serão capazes de falar sobre as opções de um paciente, os riscos potenciais da cirurgia, e fornecer imagens do antes e depois para ajudar seus clientes a obter uma ideia melhor dos resultados possíveis.

 FONTE: ASAPS

Toxina botulínica para o tratamento de acne?

Imagem

 

Quando as pessoas ouvem a expressão “toxina botulínica”, logo remetem a procedimentos estéticos injetáveis usados para tratar as rugas na testa, linhas ao redor dos olhos e da boca, ou então ao uso para a diminuição da transpiração excessiva. Porém, um novo estudo sugere que as pessoas com acne podem também se beneficiar de injeções de Botox, segundo o Medical Daily.

Não há muitos médicos que usam a toxina para tratar o problema de pele, mas um cirurgião plástico de Chicago acredita no procedimento e publicou um estudo sobre o assunto no Journal of Drugs in Dermatology. Segundo ele, em vez de utilizar toxina botulínica do tipo A para paralisar os músculos que provocam rugas na face, o médico injeta a toxina na pele para o tratamento da produção de sebo (também conhecido como óleo) e poros de grandes dimensões, estes por sua vez, reduzem a quantidade de acne.

O médico disse que a nova técnica só é praticada no tratamento da acne em indivíduos que têm mais de 20 anos de idade, já que não é um procedimento adequado para aqueles que ainda estão na adolescência. “As mudanças hormonais são permanentemente susceptíveis”, disse o médico sobre os pacientes tratados por ele. “Para eles, a toxina botulínica é o mais seguro e eficaz tratamento disponível”.

O júri ainda não tem uma posição sobre a efetividade das injeções para o tratamento da acne, mas há várias opções de tratamento – por exemplo com lasers – para aqueles que têm problemas de pele uma vez que tratamentos por conta própria não dão resultados. Alguns cuidados com a pele como o uso de tratamentos faciais, microdermoabrasão ou peeling químico também ajudam no combate à acne.

Lembre-se sempre de recorrer a um especialista em cirurgia plástica ou dermatologista quando estiver em busca de tratamentos mais agressivos para a sua pele.

 

Fonte: ASAPS

Bactérias podem ser boas para a pele e na prevenção de rugas, aponta estudo

Imagem

Se você se preocupa com a sua pele, então provavelmente já desenvolveu a rotina de lavar o rosto diariamente. Esta lavagem pode ser simples, realizada durante as manhã e noites – ou complexa incluindo esfoliantes, toners, cremes e loções. Porém, se entre seus produtos de limpeza facial está algum tipo de sabonete antibacteriano, talvez você deva pensar duas vezes antes de usá-lo.

De acordo com Daily Mail, algumas bactérias não devem ser lavadas porque são boas para a pele. Conhecidas como “bactérias boas”, alguns micróbios podem ajudar a manter o sistema imunológico em forma e também prevenir as rugas. Além disso, eles ajudam a manter o rosto úmido e a lutar contra as “bactérias ruins”, que são responsáveis por alguns dos problemas mais comuns da pele – vermelhidão, manchas e imperfeições.

Em cima disso, um recente estudo publicado na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos da América (PNAS) sugeriu que um ingrediente conhecido como triclosan, comumente encontrado em sabonetes antibacterianos, pode comprometer a função muscular e causar outros problemas de saúde.

Algumas marcas de cremes faciais estão tentando incluir em seus produtos, ingredientes que contenham essas bactérias consideradas benéficas ao organismo. E, embora nunca seja uma má ideia usar cremes e loções para ajudar sua pele, é aconselhável falar com um profissional especializado que irá ajudá-lo a encontrar o melhor produto para você.

Ainda assim, muitas pessoas falarão que não importa quantos tipos de loção ou cremes sejam usados, ainda existirá propensão ao desenvolvimento de rugas e linhas faciais. É por isso que com a idade muitos optam por procedimentos estéticos, que ajudam a combater os sinais de envelhecimento. Tratamentos injetáveis com toxina Botulínica são as escolhas mais populares para aqueles que procuram procedimentos minimamente invasivos para ajudar a manter uma aparência jovem.

Segundo a Coalizão de Médicos para Segurança Injetável, os pacientes devem estar cientes que o uso de injetáveis pode causar hematomas mínimos após o procedimento. Para reduzir o risco deste efeito colateral, o grupo sugere evitar medicamentos, ou suplementos que afinem o sangue.

A maioria dos procedimentos injetáveis irá exigir mais do que uma visita ao seu especialista, o que significa que os pacientes devem planejar o futuro. Se você sabe que sairá de férias ou não será capaz de visitar seu médico, discuta suas opções com o especialista que irá administrar seu tratamento.

 FONTE: ASAPS

Cirurgia plástica resolve problema da ginecomastia

Imagem

Muitos homens sentem vergonha de se exporem em público, sem camisa, por se sentirem incomodados com a glândula mamária saliente. O problema pode ser resolvido por meio de uma cirurgia plástica que apesar de parecer complexa e de ter certos cuidados, não é demorada.

A cirurgia de correção é feita por uma incisão, de uma maneira muito discreta ao redor da aréola, local onde a pele do homem é mais escura. O excesso de gordura, caso houver, é resolvido com uma pequena lipoaspiração local e se necessário, o tecido mamário é removido com bisturi. Os pontos são feitos com fios de mononylon, que reduzem ao mínimo os vestígios da cirurgia. Em outras palavras, a cicatriz não fica aparente.

O cirurgião plástico Nelson Letízio, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) explica como é feito o procedimento. “Quando se opta pela cirurgia, é realizada uma lipoaspiração com a retirada da gordura ao redor da glândula e quando necessário se retira a glândula com uma incisão em volta da aréola. Com essa associação é obtido um resultado totalmente natural, com pouco vestígio de que uma cirurgia foi realizada naquele local”, afirma.

O médico explica ainda que o procedimento pode ser feito até em crianças, desde que sejam detectados grandes complexos, que prejudiquem o desempenho psicossocial e afetivo.

O médico explica que esse procedimento pode ser feito até em crianças, desde que sejam detectados grandes complexos, que prejudiquem o desempenho psicossocial e afetivo. “É importante esclarecer que pode afetar uma mama ou ambas e a idade recomendada é na adolescência.. É mais frequente a partir dos 13 anos, mas pode persistir na vida adulta, trazendo desconforto para a exibição do corpo. É preciso fazer uma avaliação de cada caso”, diz Letízio.

O médico também alerta para a importância de uma investigação clínica detalhada antes da intervenção para poder averiguar a causa da Ginecomastia que pode estar relacionada com uma série de patologias ou uso de medicamentos.

Fonte: A Crítica – UOL

Toxina Botulínica melhora qualidade de vida de pessoas que suam em excesso

Imagem

Se você fica abalado ao cumprimentar alguém com uma mão molhada de suor, você deveria saber que a transpiração pode ser um problema. O nome médico para esse distúrbio é a hiperidrose. Pessoas com problema de sudorese tem uma reação hiperativa à estimulação das glândulas sudoríparas. Por isso, atividades normais como segurar ou apertar as mãos de alguém, podem tornar-se muito embaraçosas.

Ficar com medo em qualquer situação que possa exigir contato com as mãos impacta no ambiente de trabalho e pode ter efeitos devastadores na interação social com o sexo oposto.

Diferentes áreas corporais podem sofrer com a questão do excesso de transpiração, mas a hiperidrose palmar é a mais difícil de controlar e a mais preocupante. Muitas pessoas também têm sudorese excessiva nas solas dos pés e nas axilas.

Uma jovem de 23 anos disse à revista Allure: “Eu nem tenho rugas, mas tive que usar a toxina botulínica duas vezes. Eu não estava tentando ficar mais bonita, o que eu estava realmente tentando era cheirar melhor”. Com transpiração excessiva desde a sua adolescência, especialmente sob os braços, ela sempre se preocupou com a prática de esportes e quando a temperatura subia em uma festa.

Ela perguntou ao médico se a toxina botulínica poderia secar suas axilas e acabou submetendo-se a cerca de 20 injeções em cada axila. Os resultados foram quase seis meses de “felicidade sem suor”. Seu suor foi reduzido para cerca de 20 por cento do que havia sido pré-tratamento. As temperaturas do verão fizeram com que ela voltasse para mais aplicações. Agora a moça anda dois quarteirões do metrô para escritório e chega “calma, fresca e seca”.

Se você tem esse problema: (1) certifique-se que o seu médico é um especialista em cirurgia plástica ou dermatologia, (2) saiba que você vai precisar de tratamento duas vezes por ano, (3) você vai precisar de cerca de 15 a 20 injeções em cada axila e vai ficar dolorido cerca de uma hora e, finalmente, não se preocupe com a transpiração deslocando para outras partes do corpo, isso não acontece.

Você pode se submeter a esse tratamento com confiança e segurança. A toxina botulínica é aprovada pelo FDA para hiperidrose axilar desde 2004.

 FONTE: ASAPS

Tratamentos estéticos mantêm as mãos mais jovens

 

Imagem

Quando se trata de manter uma aparência mais jovem, cirurgiões plásticos afirmam que os procedimentos estéticos vão muito além de cuidados apenas com o rosto. De fato, muitas pessoas estão buscando tratamentos estéticos para as mãos, sejam eles injetáveis ou a laser, uma vez que essa parte do corpo envelhecida faz com que uma pessoa pareça mais velha do que é, isto porque elas perdem volume e mostram outros sinais de envelhecimento, tais como tendões e veias visíveis.

“Está definitivamente aumentando a frequência da procura”, diz um cirurgião plástico de Maryland ao WJLA-TV News sobre procedimentos cosméticos para as mãos.

Além dos enchimentos faciais comumente usados, um recente relatório divulgado pelo site RealSelf.com revelou que alguns médicos têm rejuvenescido as mãos de seus pacientes com injeções de gordura.

Segundo a Sociedade Americana de Cirurgia Plástica Estética (ASAPS), injeções de gordura são muito usadas em áreas do corpo como rosto, lábios e mãos. Elas podem ser usadas para melhorar o contorno corporal, reduzir o aparecimento de cicatrizes, preencher depressões criadas por lipoaspiração e rejuvenescer rosto e mãos.

De acordo com a ASAPS, a gordura é um preenchimento seguro, de longa duração e de aparência natural, que é usado para substituir o volume em zonas em que está diminuída. Enxerto de gordura geralmente envolve a retirada de uma parte da gordura do corpo, a lavagem ou purificação e, em seguida, cuidadosamente sua injeção com agulhas especialmente concebidas para as áreas designadas.

Além de injeções, os médicos podem utilizar outros métodos como o tratamento a laser para reduzir o enrugamento e a despigmentação da pele e escleroterapia de veias tornando-as menos visíveis.

Embora estes procedimentos deem resultados positivos, os especialistas afirmam que eles não são permanentes e precisam ser repetidos a cada ano para manter uma aparência jovem. No entanto, aqueles que querem manter suas mãos jovens devem saber que podem ajudar a desacelerar o processo de envelhecimento como uso de protetor solar diariamente.

FONTE: ASAPS

Pesquisa revela que 68% dos pais permitiriam que seus filhos fizessem uma cirurgia plástica para evitar o assédio

Imagem

Casos de bullying entre os adolescentes tem sido um grande problema nas escolas. Por isso alguns estudantes, pais e outras organizações estão empenhados em tomar medidas preventivas em um esforço para evitar que o problema continue acontecendo. O caso de Nadia Isle, menina de 14 anos que sofria assédio moral devido a um problema estético em suas orelhas e recebeu uma cirurgia plástica corretiva sem custo, tem suscitado debates e notável controvérsia sobre a idade ideal para a realização de uma intervenção estética.

Para avaliar o sentimento do público sobre a realização de cirurgias plásticas em adolescentes na tentativa de evitar casos de bullying foi realizada uma pesquisa com mais de 650 pessoas.

Os resultados revelam que, embora vários os pais sejam totalmente contrários a cirurgia em adolescentes, estes permitiriam que seus filhos se submetessem a determinado procedimento para aliviar o assédio. 68 % dos entrevistados foram a favor da cirurgia plástica para adolescentes quando se trata de bullying, enquanto 32% se mostraram desfavoráveis. Quando questionado sobre quais os possíveis procedimentos permitidos, 24% mencionaram procedimentos de nariz e orelha.

Seja por causa da intimidação ou outras motivações, os adolescentes são submetidos a um número cada vez maior de cirurgias para modificar sua aparência. Variando do tratamento de cicatriz de acne e depilação a laser para rinoplastia e modificação do corpo em geral, a cirurgia em adolescentes está ganhando popularidade. A Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos Estéticos (ASAPS) informou que cerca de 132 mil cirurgias plásticas estéticas foram realizadas em pessoas entre 13 e 19 anos de idade, em 2011, um aumento de 5 por cento a partir de 2010.

 Fonte: Real Self

87% das pessoas que se submeteram a algum tipo de cirurgia plástica sentiram-se mais felizes

 

Imagem

Sociedade alerta sobre a importância da escolha de um médico especialista para que o resultado saia como o esperado 

De acordo com um estudo realizado pela Universidade da Pensilvânia, EUA, 87% das pessoas que realizaram algum tipo procedimento estético, seja ele invasivo ou não, sentiram-se mais felizes com a imagem corporal como um todo e ficaram satisfeitos com a parte do corpo que passou pelo procedimento. Segundo o levantamento, realizado apenas com mulheres, elas se sentiram mais confiantes e felizes.

O Brasil é o segundo país no mundo onde é realizado o maior número de cirurgias plásticas, com 1.592.106 procedimentos por ano, ficando atrás somente dos Estados Unidos, com 1.620.855.

A cirurgia plástica ocupa um papel essencial no país, além de sua função reconstrutora auxiliando pessoas que sofreram algum tipo de acidente ou possuem algum tipo de má-formação, esse tipo de procedimento exerce um papel social fundamental. “A plástica ajuda as pessoas a se sentirem bem consigo mesma, aumentando o nível de autoestima e confiança em todos os âmbitos, uma pessoa que se sente a vontade com seu corpo melhora o desempenho em todas atividades do seu dia a dia”, explica o secretário da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Dr. Denis Calazans.

No entanto, o primeiro passo para uma cirurgia plástica de sucesso é a escolha do médico especialista. Cirurgia plástica é coisa séria, pois envolve anestesia e muitas vezes um pós-operatório doloroso e até mesmo com cicatrizes. Um cirurgião competente irá amenizar ao máximo todos os efeitos trazendo um resultado final satisfatório. “Existem hoje muitos médicos não especializados realizando cirurgias plásticas, os pacientes precisam tomar muito cuidado na hora de escolher, pois uma cirurgia errada pode acarretar danos irreversíveis”, afirma Dr. Aboubid Jr.

Os médicos que compõem a SBCP têm em seu currículo uma formação de 11 anos, que somam a Faculdade de medicina (6 anos), residência em Cirurgia Geral (2 anos), e residência em cirurgia plástica (3 anos). Além disso, para obter o título de especialista é preciso aprovação em uma prova oficial aplicada pela associação da especialidade, garantindo a competência do profissional.

Alerta: Somente no Conselho Regional de Medicina de São Paulo (CRM-SP) 97% dos processos decorrentes de cirurgias plásticas foram realizados por médicos que não possuem o título de especialistas nesse tipo de procedimento.

Back to Top