Category

Notícias

Aprovados no Exame de Titular da Jornada Carioca

By | Notícias

Novos Membros Titulares da SBCP

 

Por SBCP

A SBCP informa a relação dos candidatos aprovados no Exame para Ascensão a Membro Titular da SBCP, realizado em 02 de agosto de 2019 na cidade do Rio de Janeiro (RJ), por ocasião da 38ª Jornada Carioca de Cirurgia Plástica.

º Candidato Trabalho Dt. Nascto
1 ANDRE ALVES VALIATI MASTOPEXIA DE AUMENTO: PROTEÇÃO DO IMPLANTE COM RETALHO DERMOGLANDULAR DE BASE INFERIOR RS
2 BRUNO COSME CAIADO O USO DE RETALHOS DERMOGLANDULARES PARA ASCENSÃO DE COMPLEXO ARÉOLOPAPILAR NAS HIPERTROFIAS MAMÁRIAS: SÉRIE DE CASOS RJ
3 DANIEL BACCO VILELA RECONSTRUÇÃO MAMÁRIA COM IMPLANTE EXPANSOR BECKER 35 SP
4 FERNANDO ANTONIO BIANCO DE SOTO MASTOPEXIA COM USO DO RETALHO DO PEDICULO SUPERIOR E INCLUSÃO DOS IMPLANTES SUBFACIAIS. RJ
5 HEITOR AUGUSTO DALLA ROSA FERNANDES RETALHO TRIANGULAR INFERIOR PARA REDUZIR EPIDERMÓLISES NA JUNÇÃO DO T EM MASTOPEXIAS PR
6 HEXANDRA HERTEL SILVA MASTOPEXIA  ASSOCIADA À COLOCAÇÃO DE IMPLANTES DE SILICONE CONDUTA PESSOAL PARA A ESCOLHA DA TÉCNICA DE MASTOPEXIA PELA AVALIAÇÃO DO GRAU DE PTOSE MAMÁRIA RJ
7 JORGE ROBERTO PIO INCIDÊNCIA DE TUMORES MALIGNOS DE PELE: ESTUDO DE 152 CASOS SP
8 KATARINA ANDJELKOV USO DE SECÇÃO DO LIGAMENTO RETENTOR ORBICULAR NAS CORREÇÕES DAS RETRAÇÕES PALPEBRAIS INFERIORES PÓS BLEFAROPLASTIA RJ
9 LUIS CONTIN NETO TRATAMENTO CIRÚRGICO PARA CARCINOMA BASOCELULAR: A EXPERIÊNCIA DE UM SERVIÇO DE SAÚDE SUPLEMENTAR SP
10 MARCELO TAKESHI ONO MASTOPEXIA DE AUMENTO COM IMPLANTE SUBMUSCULAR COM ALÇA LATERAL PR
11 MAURICIO SCHNEIDER VIARO LIPOASPIRAÇÃO DE DEFINIÇÃO ABDOMINAL RS
12 MICHELLE FIGUEIREDO RECONSTRUÇÃO PARCIAL DE NARIZ RJ
13 RAUL PIMENTEL KASTRUP ABDOMINOPLASTIA EM BLOCO TIPO I, II, III E IV TÉCNICA DO PROFESSOR RONALDO PONTES RJ

Presidente da SBCP fala sobre implantes de silicone no programa “Aqui na Band”

By | Notícias

No feriado do dia 20 de junho, o Presidente da SBCP, Dr. Níveo Steffen foi o convidado especial para falar sobre saúde no Programa Aqui na Band, jornalístico matutino ao vivo da Rede Bandeirantes, estrelado por Sílvia Poppovic e Luís Ernersto Lacombe. Além de explicar sobre os implantes de silicone e mostrar a diferença das próteses para cada tipo de implante, o Dr. Niveo fez uma ampla explanação sobre o tópico e esclareceu dúvidas do público que interagia com o programa.

É cada vez mais importante que a SBCP esteja perto da população, esclarecendo, interagindo e mostrando a importância da Cirurgia Plástica brasileira.

Clique e assista trechos da entrevista:

https://entretenimento.band.uol.com.br/aquinaband/videos/16664919/especialista-tira-duvidas-sobre-proteses-de-silicone

https://entretenimento.band.uol.com.br/aquinaband/videos/16664927/cirurgiao-explica-mitos-e-verdades-sobre-plasticas

https://entretenimento.band.uol.com.br/aquinaband/videos/16664930/conheca-os-diferentes-tipos-de-proteses-de-silicone

O médico colunista do programa, Dr. Fernando Gomes, o presidente da SBCP, Dr. Níveo Steffen, Sílvia Pooppovic, Luís Ernesto Lacombe e a chef Luiza Hoffman logo após o programa.

Época em que mais ocorrem acidentes com queimaduras, presidente da SBCP alerta sobre falta bancos de pele no país

By | Notícias

Por SBCP

Em junho, com as festividades juninas e tradições de queima de fogos e fogueiras, aumentam os casos de queimaduras no país. Quando a área queimada é muito grande e não é possível utilizar a pele do próprio paciente (autoenxerto), realiza-se o transplante de pele (aloenxerto), caso exista essa possibilidade. Isso porque o Brasil conta com apenas quatro deles: Porto Alegre, Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro e o estoque não é suficiente para atender a demanda nacional.

O Dr. Níveo Steffen, presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e autor do livro “Manual Para Implantação de Banco de Pele Humana no Brasil”, afirma que o número de Bancos de Tecidos Pele no Brasil é muito pequeno e, considerando o baixo valor dos aloenxertos, “Seria muito importante que novos Bancos de Pele fossem abertos em todos os Estados da Federação, o que determinaria uma melhora significativa ao atendimento de pacientes queimados, minimizando o sofrimento e o quadro de dor, proporcionando em casos graves a manutenção da vida”, explica.

Realizado em casos de queimaduras graves, o transplante de pele pode ser decisivo para a sobrevivência do paciente. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2017 a estatística anual de queimaduras era de aproximadamente um milhão. Em muitos desses casos, as vítimas são crianças com até 14 anos.

COMO É REALIZADO O TRANSPLANTE DE PELE?

O tecido aplicado no paciente funciona como um curativo biológico. Após a retirada da pele lesada (desbridamento) é realizado o transplante que irá substituir os tecidos carbonizados e mortos que foram retirados. “Essa nova pele proporciona alívio da dor e melhora clínica do paciente”, afirma Steffen. Em aproximadamente duas semanas, essa pele transplantada será eliminada pelo organismo, mas, neste estágio, já é possível utilizar a pele do próprio paciente para a cobertura das áreas queimadas.

CASOS HISTÓRICOS

Em 1961, em um dos maiores incêndios já ocorridos no Brasil, do Gran Circo Norte-Americano, em Niterói, o Brasil contava apenas com um Banco de Pele em São Paulo, da Unidade de Queimaduras do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Todo o estoque foi enviado para o atendimento das vítimas, mas não foi suficiente e a maioria da pele transplantada veio dos Estados Unidos.

Em 2013, o Banco de Tecidos da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, RS, fundado em 2005, foi fundamental para o atendimento das centenas de queimados em um incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria. Esse mesmo Banco enviou peles para o tratamento das vítimas do incêndio em uma creche de Janaúba, Minas Gerais, em 2017, que deixou 13 mortos e mais de 40 feridos.

SOBRE A SBCP

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica foi fundada em 1948, em São Paulo, com o objetivo de promover e aprimorar o estudo da cirurgia plástica no Brasil. Hoje, a SBCP é composta por aproximadamente 6.500 cirurgiões plásticos, entre titulares, associados e aspirantes a membros. Presente em todo o País, a SBCP possui regionais em 19 capitais do País promovendo o avanço da especialidade em jornadas, simpósios e Congressos, estimulando a pesquisa científica e sua publicação para promover o intercâmbio entre especialistas brasileiros e estrangeiros, pautados na densidade científica sempre em busca da segurança do paciente.

INFORMAÇÕES A IMPRENSA
DECOM – SBCP

Raul Kury – (11) 99882-9039 – imprensa@cirurgiaplastica.org.br
Diego Garcia – (11) 96852-0217 – diego@cirurgiaplastica.org.br

BLOG: O diferencial competitivo será cocriar uma experiência única para o cliente paciente

By | Notícias

Uma das maiores operadoras de saúde do Brasil, anunciou no mês passado, que iria descredenciar alguns hospitais de sua rede de atendimentos. Dentre esses hospitais estariam os mais renomados do país.

O que muitos podem pensar é que o motivo dessa descredenciamento seria devido unicamente à problemas ou questões relacionadas ao resultado do serviço prestado. A questão é muito mais profunda e reflete um momento de mudança de mindset e de paradigma. Uma disruptura dos modelos de remuneração do sistema atual.

BLOG: Campanha de São João – Conscientização e prevenção de queimaduras

By | Notícias

A cirurgia reparadora representa papel fundamental no tratamento de queimados. O cirurgião plástico realiza desde pequenos curativos até tratamentos mais complexos como enxertos e transplantes de pele. A área de queimaduras é tão ampla e abrangente, que a SBCP possui um Capítulo totalmente dedicado ao aprofundamento do estudo de técnicas e tratamentos e sempre contempla o atendimento aos queimados nas ações humanitárias que realiza durante todo o ano, em diversas cidades do País.

LER MATÉRIA COMPLETA NO BLOG SBCP

BLOG: Obesidade é como um câncer

By | Notícias

“Um trabalho totalmente linear.” É dessa maneira que o presidente da International Federation for the Surgery of Obesity and Metabolic Disorders (IFSO), Almino Cardoso Ramos, faz um paralelo entre o trabalho do cirurgião bariátrico e do cirurgião plástico. O especialista recebeu a Plastiko´s em seu consultório e defendeu que o tratamento da doença crônica seja realizado de forma multidisciplinar e que a cirurgia plástica pós-bariátrica não pode, em hipótese alguma, ser confundida com uma cirurgia plástica estética. “Ela é reparadora, porque se dedica ao reparo das sequelas após um emagrecimento acentuado”, afirma o médico, ao defender a imediata cobertura dos planos de saúde e atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) para esses pacientes.

LER MATÉRIA COMPLETA NO BLOG SBCP

BLOG: Pós-bariátrica em foco

By | Notícias

Era início dos anos 1990, o avanço tecnológico da cirurgia plástica se consolidava e o mundo via a obesidade se estabelecer como uma epidemia globalizada, com o Brasil ocupando uma das posições de liderança nessa indesejada lista. Foi em meio a esse cenário que a cirurgia plástica pós-bariátrica ganhou força e atraiu a atenção de especialistas do País inteiro, que lotaram a sala, até com cirurgiões sentados no chão, do primeiro curso do Capítulo de Pós-Bariátrica, no 42º Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica, realizado em 2005, em Belo Horizonte (MG). Um procedimento que sequer existia há 30 anos dominou a especialidade na última década do século 20 e foi pano de fundo para a evolução técnica dos cirurgiões brasileiros, que tinham nas mãos a importante missão de devolver a autoestima para pacientes recém-submetidos à cirurgia bariátrica.

Os anos se passaram e a obesidade se agravou, tornando-se um dos maiores problemas de saúde pública do planeta: a Organização Mundial da Saúde (OMS) projeta que, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estarão com sobrepeso no mundo (hoje, mais de 700 milhões de pessoas estão obesas). A estimativa leva em conta que, somente em 2017, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), 105.642 cirurgias bariátricas foram realizadas em todo o território nacional. O cálculo da demanda considera que o paciente, após ser submetido à bariátrica, precisa fazer, em média, duas cirurgias pós-bariátricas. Uma demanda que chega a 200 mil operações por ano em todo o País. Se feita uma proporção, esses números gerariam uma demanda de aproximadamente 550 cirurgias plásticas pós-bariátricas por dia no Brasil.

LER MATÉRIA COMPLETA NO BLOG SBCP

BLOG: Dr. Fahd Benslimane participa da 35ª Jornada Sul Brasileira

By | Notícias

De passagem rápida pelo Brasil, o Dr. Fahd Benslimane, do Marrocos, foi um dos destaques do primeiro dia da 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica, realizada nos dias 25, 26 e 27 em Curitiba, PR. Se formou em Cirurgia Plástica no Rio de Janeiro com o Dr. Ivo Pitanguy, de 1989 a 1991, e já esteve outras vezes no Brasil para realizar palestras, trocar experiências com colegas brasileiros e apresentar seus estudos.

LER MATÉRIA COMPLETA NO BLOG SBCP