cirurgias e procedimentos

header_befaroplastia

blefaroplastia

O que é a cirurgia das pálpebras?

Também conhecida como blefaroplastia, a cirurgia de pálpebra melhora a aparência das pálpebras superiores, das pálpebras inferiores, ou de ambas. A cirurgia proporciona aparência rejuvenescida na área ao redor dos olhos, fazendo com que o olhar pareça mais descansado e alerta.

Condições tratáveis

• A cirurgia da pálpebra superior remove o excesso de depósito de gordura que aparece como inchaço nas pálpebras superiores,
• Pele frouxa ou flacidez que cria dobras ou incomoda o contorno natural da pálpebra superior, às vezes, prejudicando a visão, e pode ser tratada com cirurgia de pálpebra superior,
• A blefaroplastia da pálpebra inferior remove o excesso de pele e rugas finas na pálpebra inferior,
• Bolsas sob os olhos podem ser corrigidas por blefaroplastia,
• A cirurgia de pálpebra inferior pode corrigir queda das pálpebras inferiores.

A cirurgia é indicada para mim?

A blefaroplastia é geralmente realizada em homens e mulheres adultos que têm tecido facial e músculos saudáveis, com metas realistas sobre a cirurgia.

Bons candidatos à cirurgia são

• Indivíduos saudáveis sem patologia que possa prejudicar a cicatrização ou aumentar o risco da cirurgia,
• Não fumantes,
• Indivíduos com perspectiva positiva e expectativas realistas sobre a cirurgia,
• Indivíduos sem condições oculares graves.

Informe ao seu médico seus problemas de saúde

• Doenças nos olhos tais como glaucoma, olho seco ou descolamento de retina,
• Distúrbios da tireóide, tal como a disfunção de Graves, e hipo ou hipertireoidismo,
• Doenças cardiovasculares, pressão alta ou demais problemas circulatórios ou diabetes.

O que esperar da consulta cirurgia de pálpebras

O sucesso e a segurança do procedimento cirúrgico dependem de sua sinceridade durante a consulta. Você será questionado sobre sua saúde, desejos e estilo de vida.

Esteja preparado para discutir

• A razão pela qual quer se submeter à cirurgia, suas expectativas e o resultado desejado,
• Condições médicas, alergias medicamentosas anteriores e tratamentos médicos prévios,
• Uso atual de medicamentos, vitaminas, medicamentos naturais, fumo, álcool e drogas,
• Cirurgias prévias.

O cirurgião também poderá

• Avaliar seu estado geral de saúde e todas as condições pré-existentes de saúde ou fatores de risco,
• Tirar fotos para seu prontuário médico,
• Discutir suas opções e recomendar um tratamento,
• Discutir prováveis resultados da cirurgia e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Preparando-se para a cirurgia

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

• Fazer exames de laboratório ou avaliação médica,
• Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais,
• Parar de fumar bem antes da cirurgia,
• Evitar tomar aspirina, antiinflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

Instruções especiais

• O que fazer na noite anterior e na manhã da cirurgia (tempo de jejum, medicamentos, banho),
• O uso de anestesia durante o procedimento,
• Cuidados pós-operatórios.

Você vai precisar de ajuda

Não deixe de pedir a alguém que o acompanhe e fique com você, pelo menos, a primeira noite, após a cirurgia.

Instruções especiais

• O que fazer na noite anterior e na manhã da cirurgia (tempo de jejum, medicamentos, banho),
• O uso de anestesia durante o procedimento,
• Cuidados pós-operatórios.

Etapas do procedimento

O que acontece durante a cirurgia?

Etapa 1 – Anestesia

Medicamentos são administrados para o seu conforto durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem sedação intravenosa ou anestesia geral. Seu médico irá recomendar a melhor opção para você.

Etapa 2 – Incisão

As linhas de incisão da cirurgia de pálpebra são planejadas para deixar as cicatrizes bem escondidas dentro das estruturas naturais da região das pálpebras. A queda da pálpebra superior pode ser corrigida através de uma incisão na prega da pálpebra superior, permitindo o reposicionamento dos depósitos de gordura, a contração dos músculos e dos tecidos, e/ou a remoção do excesso de pele. A pálpebra inferior pode ser corrigida com uma incisão logo abaixo da linha inferior do cílio. Através desta incisão, o excesso de pele nas pálpebras inferiores é removido. Uma incisão transconjuntival, ocultada dentro da pálpebra inferior, é uma técnica alternativa para corrigir imperfeições da pálpebra inferior e redistribuir ou remover o excesso de gordura.

Etapa 3 – Fechando as incisões

Incisões na pálpebra normalmente são fechadas com:

• Suturas removíveis ou absorvíveis,
• Adesivos de pele,

O cirurgião pode usar um peeling químico ou laser para remover a coloração escura das pálpebras inferiores.

Passo 4 – Resultados

Os resultados da cirurgia de pálpebras irão aparecer gradualmente à medida que o inchaço e os hematomas diminuem.

Riscos e informações de segurança

A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem terá de decidir se os benefícios atingirão seus objetivos e se os riscos e complicações potenciais da blefaroplastia são aceitáveis. O cirurgião plástico e/ou assistentes irão explicar, em detalhes, os riscos associados à cirurgia. Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Possíveis riscos da cirurgia

• Cicatrizes desfavoráveis,
• Visão embaçada ou temporariamente prejudicada,
• Olhos secos,
• Dificuldade de fechar seus olhos,
• Sangramento (hematoma),
• Má cicatrização,
• Infecção,
• Acúmulo de líquido (seroma),
• Dormência e outras alterações na sensibilidade da pele,
• Riscos anestésicos,
• Disfunção na pálpebra envolvendo posição anormal das pálpebras superiores (ptose palpebral), pele solta da pálpebra, ou frouxidão anormal da pálpebra inferior (ectrópio), podendo coexistir com flacidez da testa e das estruturas da sobrancelha; a cirurgia de lift da sobrancelha não corrigirá estas disfunções; cirurgia adicional pode ser necessária,
• Dor, que pode perdurar,
• Descoloração da pele e inchaço,
• Fios de suturas podem, espontaneamente, emergir na pele, tornam-se visíveis ou produzir irritação que exijam sua remoção,
• Trombose venosa profunda, complicações cardíacas e pulmonares,
• Possibilidade de cirurgia revisional,
• Perda de visão.

Faça perguntas

É muito importante que você tire todas as suas dúvidas diretamente com o cirurgião plástico sobre o procedimento cirúrgico. É natural que sinta um pouco de ansiedade, seja expectativa com o resultado ou estresse pré-operatório. Não tenha vergonha de discutir estes sentimentos com seu cirurgião plástico.

Informações sobre o uso de colas de fibrina (cola de tecido)

Cola de fibrina (feita a partir de componentes de sangue humano termo-ativados para inativar a transmissão de vírus) é usada para manter as camadas de tecido unidas no momento da cirurgia e diminuir os hematomas pós-operatórios após a cirurgia. Este produto é cuidadosamente produzido a partir do plasma de doadores de sangue selecionados que não tenham hepatite, sífilis e vírus da imunodeficiência humana (HIV). Estes produtos têm sido utilizados com segurança, por muitos anos, em cirurgia cardiovascular e cirurgia geral, ajudando a diminuir a possibilidade de hemorragia cirúrgica e servindo como aderente às camadas de tecido.

Ao receber alta

Se você sentir falta de ar, dor no peito ou batimentos cardíacos anormais, procure atendimento médico imediatamente. Se algumas destas complicações ocorrerem, você pode precisar de internação e de tratamento adicional. A prática da medicina e da cirurgia não é uma ciência exata. Apesar de bons resultados serem esperados, não há garantia. Em algumas situações, pode não ser possível atingir ótimos resultados com um único procedimento cirúrgico, sendo necessária uma nova cirurgia.

Seja cuidadoso

Seguir as recomendações de seu médico é fundamental para o sucesso da cirurgia. É importante que as incisões cirúrgicas não sejam sujeitas à força excessiva, à escoriação ou ao movimento durante o período de cicatrização.

Recuperação pós-operatória

Após o procedimento ser concluído, use uma pomada lubrificante e faça compressas frias no local. Em alguns casos, os olhos podem ser cobertos com gaze.

Serão dadas instruções especiais, incluindo

Como cuidar dos seus olhos, medicamentos para aplicar ou tomar por via oral para ajudar na cicatrização e reduzir o risco de infecção, cuidados específicos com o local da cirurgia ou seu estado de saúde, e acompanhamento pós-operatório com o cirurgião plástico. A cicatrização inicial, após a cirurgia, pode apresentar inchaço, irritação, olhos secos ou hematomas e desconforto que podem ser controlados com medicamentos, compressas frias e pomada. Pode, também, haver irritação nos locais das incisões.

Pergunte ao cirurgião plástico sobre a recuperação

• Onde vou permanecer em recuperação após o término da cirurgia?
• Qual medicação me será dada ou prescrita após a cirurgia?
• Será necessário curativo após a cirurgia? Quando será removido?
• Os pontos serão removidos? Quando?
• Quando poderei retomar minhas atividades normais e exercício físico?
• Quando será a consulta de retorno?

Importante: É preciso que se proteja do sol e use óculos escuros até que o processo de cicatrização seja totalmente finalizado.

Resultados

Os resultados finais da cirurgia da pálpebra aparecerão dentro de algumas semanas, mas, pode levar até um ano para as linhas de incisão refinarem totalmente. Embora a cirurgia da pálpebra possa corrigir determinadas condições permanentemente, há o envelhecimento natural. Ao longo da vida, é preciso que haja proteção solar adequada para ajudar a manter os resultados.

Qual o custo da cirurgia de pálpebra?

O custo é sempre uma consideração em cirurgia eletiva. Os honorários de um cirurgião podem variar com base em sua experiência e tipo de procedimento realizado.

O custo pode incluir

• Honorários do cirurgião,
• Gastos com o hospital ou centro cirúrgico,
• Honorários do anestesista,
• Gastos com medicamentos,
• Exames médicos.

Sua satisfação vale mais que os custos da cirurgia

Ao escolher um cirurgião plástico para a cirurgia de pálpebras, lembre-se de que a experiência do cirurgião e seu bom relacionamento com ele são tão importantes quanto o custo final da cirurgia.

Glossário

• Blefaroplastia: Cirurgia das pálpebras para melhorar a aparência das pálpebras superiores, pálpebras inferiores ou ambas.
• Ectrópio: Quando a pálpebra inferior gira para fora após a cirurgia das pálpebras, muitas vezes uma condição temporária.
• Anestesia geral: Drogas e/ou gases utilizados durante a cirurgia para aliviar a dor e diminuir a consciência.
• Hematoma: Acúmulo de sangue abaixo da pele.
• Sedação intravenosa: Sedativos administrados por injeção na veia para ajudar a relaxar.
• Anestesia local: Droga injetada diretamente no local da incisão durante a cirurgia para aliviar a dor.
• Incisão transconjuntival: Incisão feita dentro da pálpebra inferior.
• Refinamento da pele: Tratamento para melhorar a textura e a aparência geral da pele.
• Suturas: Pontos utilizados pelos cirurgiões para manter a pele e o tecido unidos.

Faça perguntas ao cirurgião plástico

Use esta lista como um guia durante a consulta:

• Você é especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica?
• Você foi treinado especificamente no campo da cirurgia plástica?
• Quantos anos de treinamento em cirurgia plástica você teve?
• A instalação da sala de procedimento em seu consultório é autorizada pela Vigilância Sanitária de sua cidade?
• Sou um bom candidato a este procedimento?
• O que se espera de mim para que os melhores resultados sejam obtidos?
• Onde e como será realizado o procedimento?
• Qual técnica cirúrgica é recomendada para o meu caso?
• Quanto tempo de recuperação posso esperar, e que tipo de ajuda vou precisar durante minha recuperação?
• Quais são os riscos e as complicações associados ao meu procedimento?
• Como são tratadas as complicações?
• Qual será a aparência dos meus olhos ao longo do tempo?
• Quais são minhas opções se estiver insatisfeito com o resultado estético do procedimento?