cirurgias e procedimentos

header_otoplastia

Otoplastia

Beleza para a vida

Melhorando a sua aparência com a cirurgia da orelha

Se orelhas salientes ou desfiguradas incomodam você ou seu filho, pode-se considerar a cirurgia plástica. Cirurgia da orelha – também conhecida como otoplastia – pode melhorar a forma, a posição ou as proporções das orelhas. A cirurgia corrige um defeito na estrutura das orelhas presente desde o nascimento, que se torna aparente com o desenvolvimento, ou trata orelhas deformadas causadas por lesão. A otoplastia cria uma forma natural, dando equilíbrio e proporção às orelhas e à face. Correção de deformidades menores pode beneficiar a aparência e a autoestima.

A otoplastia trata especificamente

• Orelhas muito grandes – uma condição rara chamada macrotia,
• Orelhas salientes que ocorrem em um ou ambos os lados em diferentes graus – não associados à perda auditiva,
• Insatisfação do adulto com a cirurgia prévia da orelha.

É indicada para mim?

A otoplastia é um procedimento altamente individualizado e você deve fazê-lo para si mesmo, não para satisfazer os desejos de outra pessoa ou para se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal.

Crianças boas candidatas à otoplastia são

• Crianças saudáveis, sem doença com risco de vida ou com infecções crônicas não tratadas de ouvido,
• Geralmente, crianças com cinco anos de idade, ou quando a cartilagem da orelha já é estável o suficiente para a correção,
• Crianças cooperativas e que sigam as recomendações médicas,
• Crianças capazes de expressar o que sentem e não manifestam objeções durante a discussão da cirurgia.

Adolescentes e adultos bons candidatos à otoplastia são

• Indivíduos saudáveis que não tenham doença com risco de vida ou condições médicas que possam prejudicar a cicatrização,
• Não fumantes,
• Indivíduos com visão positiva e metas específicas dos resultados.

O que esperar da consulta

O sucesso e a segurança do procedimento dependem muito de sua sinceridade durante a sua consulta. Você será questionado sobre sua saúde, desejos e estilo de vida.

Esteja preparado para discutir

• A razão pela qual quer fazer a cirurgia, suas expectativas e o resultado desejado,
• As condições médicas, alergia medicamentosa e tratamentos médicos,
• Uso atual de medicamentos, vitaminas, medicamentos naturais, fumo, álcool e drogas,
• Cirurgias prévias.

O cirurgião também poderá

• Avaliar o seu estado geral de saúde e todas as condições pré-existentes de saúde ou fatores de risco,
• Tirar fotos para seu prontuário médico,
• Discutir as suas opções e recomendar um tratamento,
• Discutir prováveis resultados da cirurgia e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Preparando-se para a cirurgia

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

• Fazer exames de laboratório ou avaliação médica,
• Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais,
• Parar de fumar bem antes da cirurgia,
• Evitar tomar aspirina e alguns antiinflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

Instruções especiais

• O que fazer no dia da cirurgia,
• O uso de anestesia durante o procedimento,
• Cuidados pós-operatórios.

O cirurgião plástico irá também discutir onde o procedimento será realizado

Você precisará de ajuda

Não deixe de pedir a alguém que o acompanhe e que fique com você, pelo menos, a primeira noite, após a cirurgia.

Riscos e informações de segurança

A decisão de se submeter à otoplastia é pessoal e é você quem deve decidir se os benefícios atingirão seus objetivos e se os riscos e potenciais complicações são aceitáveis. O cirurgião plástico e/ou assistentes irão lhe explicar, em detalhes, os riscos associados à cirurgia. Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações.

Os riscos incluem

• Sangramento (hematoma),
• Assimetria,
• Infecção,
• Má cicatrização,
• Alteração na sensibilidade da pele,
• Contornos irregularidades na pele,
• Descoloração da pele/inchaço,
• Riscos da anestesia,
• Cicatrizes,
• Alergias à fita, ao material de sutura, a colas, a produtos derivados do sangue, a preparos tópicos ou a agentes injetados,
• Dor, que pode perdurar,
• Possibilidade de novo procedimento cirúrgico.

Faça perguntas

É muito importante fazer perguntas ao cirurgião sobre o procedimento. É natural que sinta um pouco de ansiedade, seja expectativa com a nova aparência ou estresse pré-operatório. Não tenha vergonha de discutir estes sentimentos com o cirurgião plástico.

Onde a cirurgia será realizada?

O procedimento deve ser realizado em local seguro e confortável para o médico e o paciente, em centro cirúrgico autorizado pela Vigilância Sanitária, com equipamentos e equipe treinada para qualquer intercorrência.

Após a cirurgia, bandagens ou curativos serão aplicados sobre o local cirúrgico para mantê-lo limpo, protegê-lo de trauma e para sustentar a nova posição da orelha durante a cicatrização inicial.

Você receberá instruções específicas, que podem incluir

Como cuidar de suas orelhas após a cirurgia, os medicamentos que têm de aplicar ou tomar por via oral para ajudar na cicatrização e reduzir o risco de infecção, e acompanhamento pós-operatório com o cirurgião plástico.

Ao receber alta

Se você sentir falta de ar, dor no peito ou batimentos cardíacos anormais, procure atendimento médico imediatamente. Se algumas destas complicações ocorrerem, você pode precisar de internação e de tratamento adicional.

A prática da medicina e da cirurgia não é uma ciência exata. Apesar de serem esperados bons resultados, não há garantia. Em algumas situações, pode não ser possível atingir ótimos resultados com um único procedimento cirúrgico, sendo necessária uma nova cirurgia.

Seja cuidadoso

Seguir as recomendações de seu médico é fundamental para o sucesso da cirurgia. É importante que as incisões cirúrgicas não estejam sujeitas à força excessiva, à escoriação, ou ao movimento durante o tempo de cicatrização.

O que acontece durante a cirurgia?

Etapa 1 – Anestesia

Medicamentos são administrados para o seu conforto durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem sedação local e intravenosa ou anestesia geral. Seu médico irá recomendar a melhor opção para você.

Etapa 2 – A incisão

A correção de orelhas em abano usa técnicas cirúrgicas para criar ou aumentar o anti-hélice (apenas dentro da borda da orelha) e para reduzir a cartilagem da concha (a concavidade maior e mais profunda do ouvido externo). As incisões para otoplastia são geralmente feitas atrás da orelha. Quando incisões são necessárias na parte da frente da orelha, as mesmas são feitas nas suas dobras para escondê-las. Internamente, sutura não removível é usada para criar e fixar a cartilagem recém moldada.

Passo 3 – Fechando as incisões

Pontos externos fecham as incisões. As técnicas são individualizadas, tomando cuidado para não deformar as demais estruturas.

Etapa 4 – Resultados

A otoplastia oferece resultados quase imediatos em casos de orelhas em abano, tão logo os curativos que sustentam o novo formato da orelha sejam removidos. Com a orelha permanentemente posicionada próxima à cabeça, as cicatrizes cirúrgicas são escondidas atrás da orelha ou em suas dobras naturais

Recuperação

É normal haver desconforto logo após a cirurgia, sendo o mesmo controlado com medicação para dor. Pode haver sensação de coceira sob as ataduras. É importante que as mesmas permaneçam intactas e não sejam removidas de modo algum. Se esta recomendação não for seguida, pode resultar na perda de parte da correção, sendo necessária nova cirurgia.

Pergunte ao cirurgião plástico sobre a recuperação

• Onde vou permanecer em recuperação após o término da cirurgia?
• Qual medicação me será dada ou prescrita após a cirurgia?
• Será necessário curativo após a cirurgia? Quando será removido?
• Os pontos serão removidos? Quando?
• Quando poderei retomar minhas atividades normais e exercício físico?
• Quando será a consulta de retorno?

A prática da medicina e da cirurgia não é uma ciência exata. Apesar de serem esperados bons resultados, não há garantia. Em algumas situações, pode não ser possível atingir os melhores resultados com um único procedimento cirúrgico, sendo necessária uma nova cirurgia.

Resultados

A otoplastia oferece resultados quase imediatos em casos de orelhas em abano, visíveis tão logo os curativos que sustentam o novo formato do ouvido são removidos. Como a orelha posiciona-se permanentemente próxima à cabeça, as cicatrizes cirúrgicas são escondidas atrás da orelha ou em suas dobras naturais.

Resultados de cirurgia e reconstrução mais extensas da orelha podem aparecer ao longo do tempo.

Qual o custo da cirurgia?

O custo é sempre uma consideração em cirurgia eletiva. Os honorários de um cirurgião podem variar de acordo com a sua experiência e o tipo de procedimento realizado.

O custo pode incluir

• Honorários do cirurgião,
• Gastos com hospital ou centro cirúrgico,
• Honorários do anestesista,
• Exames médicos.

Sua satisfação vale mais que os custos

Ao escolher um cirurgião plástico para a cirurgia, lembre-se de que a experiência do cirurgião e seu bom relacionamento com ele são tão importantes quanto o custo final da cirurgia.

Glossário

• Anti-hélice: Dobra no interior da borda da orelha.
• Concha: A concavidade maior e mais profunda do ouvido externo.
• Orelha constrita: Apresenta diferentes graus de protrusão, circunferência e dobras reduzidas, e baixo posicionamento da orelha.
• Criptotia: Também chamada orelha escondida, ocorre quando o bordo superior da orelha fica por baixo de uma dobra do couro cabeludo, secundária à dobra anormal da cartilagem da parte superior da orelha, em direção à cabeça. A dobra é inversa a comumente vista em orelhas em abano.
• Eixo da orelha: A principal linha de crescimento da orelha.
• Anestesia geral: Drogas e/ou gases utilizados durante a cirurgia para aliviar a dor e diminuir a consciência.
• Sedação intravenosa: Sedativos administrados por injeção na veia para ajudar a relaxar.
• Macrotia: Orelhas excessivamente grandes, uma condição rara.
• Microtia: A deformidade congênita mais complexa da orelha, quando o ouvido externo se parece com uma estrutura rudimentar, ou tem partes mais parecidas com a concha e o tragus ou demais características de orelhas normais. Pode, ou não, estar faltando o canal auditivo. A audição é prejudicada em diferentes níveis.
• Otoplastia: Procedimento cirúrgico, também conhecido como cirurgia da orelha, para melhorar a forma, a posição ou a proporção da orelha.

Perguntas a fazer ao cirurgião plástico

Use esta lista como um guia durante a consulta:

• Você é especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica?
• Você foi treinado especificamente no campo da cirurgia plástica?
• A instalação do centro cirúrgico em seu consultório é autorizada pela Vigilância Sanitária?
• Quantos procedimentos deste tipo já realizou?
• Sou um bom candidato a este procedimento?
• O que se espera de mim para que os melhores resultados sejam obtidos?
• Onde e como o procedimento será realizado?
• Qual o tempo de recuperação e que tipo de ajuda vou precisar durante minha recuperação?
• Quais são os riscos e as complicações associados a este procedimento?
• Como são tratadas as complicações?