cirurgias e procedimentos

header_correcao_cicatriz

Correção de cicatriz

A cirurgia de correção de cicatriz reduz a cicatriz de modo que fique mais uniforme com o seu tom de pele e a textura circundante.

Beleza para a vida

As cicatrizes são sinais visíveis que permanecem após uma ferida ser cicatrizada, sendo resultado inevitável de lesão ou cirurgia, e seu desenvolvimento pode ser imprevisível. A má cicatrização pode contribuir para o surgimento de cicatrizes desfavoráveis. Mesmo uma ferida que cicatriza bem pode resultar em cicatriz precária em sua aparência.

Suas opções de tratamento variam de acordo com o tipo e o grau de cicatrização e podem incluir:
• Tratamentos tópicos simples,
• Procedimentos minimamente invasivos,
• Revisão cirúrgica com técnicas avançadas de fechamento da ferida.

A cirurgia de correção de cicatriz destina-se a minimizar a cicatriz de modo que fique mais uniforme com o seu tom de pele e a textura circundante. Apesar da correção da cicatriz proporcionar resultado estético mais agradável ou melhorar uma cicatriz que tenha má cicatrização, uma cicatriz não pode ser completamente apagada.

O procedimento é indicado para mim?

A cirurgia de correção de cicatriz é um procedimento altamente individualizado e você deve fazê-lo para si mesmo, não para satisfazer os desejos de outra pessoa ou para se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal.

O procedimento pode ser realizado em pessoas de qualquer idade e é uma boa opção para você se:
• Você se sente incomodado por ter uma cicatriz em qualquer parte do seu corpo,
• Você é fisicamente saudável,
• Você não fuma,
• Você tem perspectiva positiva e expectativas realistas sobre o procedimento,
• Você não tem acne ativa ou demais doenças de pele na área a ser tratada.

O que é correção de cicatriz?

Correção cicatricial é a cirurgia plástica realizada para melhorar a condição ou a aparência de uma cicatriz em qualquer parte do corpo. Os diferentes tipos de cicatriz incluem:

Descoloração, irregularidades da superfície e demais cicatrizes mais sutis podem ser esteticamente melhoradas por cirurgia ou demais tratamentos recomendados pelo cirurgião plástico. Estes tipos de cicatrizes não prejudicam a função ou causam desconforto físico e incluem cicatrizes de acne, bem como cicatrizes decorrentes de ferimentos leves e de incisões cirúrgicas anteriores.

Cicatrizes hipertróficas são aglomerados espessos de tecido cicatricial que se desenvolvem diretamente no local da cicatrização. Estas cicatrizes são, na maioria das vezes, altas, vermelhas e/ou desconfortáveis, e podem se tornar maiores ao longo do tempo. Elas podem ser hiperpigmentadas (de cor mais escura) ou hipopigmentadas (de cor mais clara).

Quelóides são maiores que as cicatrizes hipertróficas. Estas cicatrizes podem ser dolorosas ou com prurido e, também, podem enrugar. Elas se estendem para além das bordas de uma ferida ou incisão inicial, podendo ocorrer em qualquer parte do corpo, mas, desenvolvem-se mais comumente onde há pouco tecido subjacente de gordura, como na face, no pescoço, nas orelhas, no peito e nos ombros.

Contraturas são cicatrizes que restringem o movimento devido à junção da pele e do tecido subjacente durante a cicatrização. As contraturas ocorrem quando há uma grande quantidade de perda de tecido, por exemplo, após uma queimadura. As contraturas também podem se formar onde a ferida se junta com a articulação, restringindo o movimento dos dedos, cotovelos, joelhos e pescoço.

O tipo de cicatriz que você tem irá determinar as técnicas adequadas que o cirurgião plástico irá usar para suavizar a cicatriz.

O que esperar da consulta

O sucesso e a segurança do procedimento cirúrgico dependem de sua sinceridade durante a consulta. Você será questionado sobre sua saúde, desejos e estilo de vida.

Esteja preparado para discutir

• A razão pela qual quer se submeter à cirurgia, suas expectativas e o resultado desejado,
• Condições médicas, alergias medicamentosas anteriores e tratamentos médicos prévios,
• Uso atual de medicamentos, vitaminas, medicamentos naturais, fumo, álcool e drogas,
• Cirurgias prévias.

O cirurgião também poderá

• Avaliar o seu estado geral de saúde e todas as condições pré-existentes de saúde ou fatores de risco,
• Tirar fotos para prontuário médico,
• Discutir suas opções e recomendar um tratamento,
• Discutir prováveis resultados da cirurgia e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Riscos e informações de segurança

A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem terá de decidir se os benefícios atingirão seus objetivos e se os riscos e complicações potenciais da cirurgia são aceitáveis. O cirurgião plástico e/ou assistentes irão lhe explicar, em detalhes, os riscos associados à cirurgia. Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Possíveis riscos da cirurgia

• Sangramento (hematoma),
• Acúmulo de líquido (seroma),
• Infecção
• Riscos anestésicos,
• Má cicatrização,
• Necrose da pele,
• Dormência ou demais alterações de sensibilidade da pele,
• Assimetria,
•Despigmentação da pele e/ou inchaço prolongado,
• Necrose do tecido adiposo,
• Danos em estruturas mais profundas tais como nervos, vasos sanguíneos, músculos e pulmões,
• Dor, que pode perdurar,
• Trombose venosa profunda, complicações cardíacas e pulmonares,
• Fios de sutura podem espontaneamente emergir na pele, tornando-se visíveis ou causar irritação que exijam sua remoção,
• Possibilidade de novo procedimento cirúrgico.

Faça perguntas

É importante que você tire todas as suas dúvidas diretamente com o cirurgião plástico.
É natural que sinta um pouco de ansiedade, seja expectativa com o resultado ou estresse pré-operatório. Discuta estes sentimentos com o seu cirurgião plástico.

Onde o procedimento será realizado?

O procedimento deve ser realizado em local seguro e confortável para o médico e o paciente, em centro cirúrgico autorizado pela Vigilância Sanitária, com equipamentos e equipe treinada para qualquer intercorrência.

Na finalização do procedimento, bandagens ou curativos podem ser aplicados no local da cirurgia para mantê-lo limpo.

Serão dadas instruções especiais, incluindo

Como cuidar do local da cirurgia, medicamentos para aplicar e tomar por via oral para ajudar na cicatrização e reduzir o risco de infecção, cuidados específicos com o local da cirurgia e sua saúde geral, e acompanhamento pós-operatório com o cirurgião plástico.

Ao receber alta

Se você sentir falta de ar, dor no peito ou batimentos cardíacos anormais, procure atendimento médico imediatamente. Se algumas destas complicações ocorrerem, você pode precisar de internação e de tratamento adicional.

Seja cuidadoso

Seguir as recomendações de seu médico é fundamental para o sucesso da cirurgia. É importante que as incisões cirúrgicas não estejam sujeitas à força excessiva, ao inchaço, à escoriação, ou ao movimento durante o período de cicatrização e evite a exposição ao sol.

Preparando-se para a cirurgia

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:
• Fazer exames de laboratório ou avaliação médica,
• Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais,
• Parar de fumar bem antes da cirurgia,
• Evitar tomar aspirina, antiinflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

Instruções especiais

• O que fazer na noite anterior e na manhã da cirurgia (tempo de jejum, medicações, banho),
• Informações sobre o tipo de anestesia a ser realizada,
• Orientações sobre cuidados pós-operatórios.

Procedimento Cirúrgico

Etapa 1 – Anestesia
Medicamentos são administrados para o seu conforto durante o procedimento cirúrgico. As opções incluem sedação intravenosa e anestesia geral. Seu médico irá recomendar a melhor opção para você.

Etapa 2 – Tratamento
O grau de melhora que pode ser obtido com a correção cicatricial dependerá da gravidade, do tipo, do tamanho e da localização da cicatriz. Em alguns casos, uma única técnica pode proporcionar melhora significativa. No entanto, o cirurgião plástico pode recomendar uma combinação de técnicas de correção para alcançar os melhores resultados.

Os tratamentos tópicos tais como géis, fitas ou compressão externa podem ajudar no fechamento das feridas e na cicatrização ou diminuir a capacidade da pele de produzir pigmento irregular. Estes produtos podem ser utilizados para o tratamento de cicatrizes superficiais existentes e descoloração, e para ajudar na cicatrização dos procedimentos de correção da cicatriz.

Tratamentos injetáveis são muitas vezes utilizados para preencher cicatrizes reduzidas. Dependendo da substância injetável utilizada e as condições da cicatriz, os resultados podem durar de três meses a vários anos. A terapia deve ser repetida para manter os resultados. Uma forma de terapia de injeção usa esteróides baseados em compostos para reduzir a formação de colágeno e pode alterar a aparência, tamanho e textura do tecido da cicatriz.

Tratamentos de superfície são mais frequentemente utilizados para a melhora estética da cicatriz. Estes métodos podem suavizar irregularidades da superfície e reduzir pigmentação irregular. Os tratamentos de superfície são um meio controlado de remoção mecânica das camadas superiores da pele ou alteração da natureza do tecido. Estas opções de tratamento incluem:

• Dermoabrasão: Ajuda a refinar as camadas superficiais da pele por meio de um método controlado de raspagem cirúrgica.
• Laser ou terapia leve: Causa alterações na superfície da pele, permitindo que se forme pele nova e saudável no local da cicatriz.
• Soluções de peeling químico: Penetram na superfície da pele para suavizar irregularidades na textura e na cor.
• Agentes clareadores da pele: Medicamentos aplicados topicamente para clarear a pele.

Etapa 3
Algumas vezes, para cicatrizes mais profundas, várias incisões podem ser necessárias para remover cirurgicamente a cicatriz.

Etapa 4 – Fechando as incisões
Algumas cicatrizes requerem fechamento em camadas. O fechamento em camadas é frequentemente utilizado onde a incisão se estende ao tecido, abaixo da superfície da pele, ou em áreas com alto grau de movimento. A primeira etapa, ou camada, exige fechamento subcutâneo (abaixo da superfície da pele) com suturas absorvíveis ou não removíveis. Técnicas avançadas de correção de cicatriz incluem fechamento do retalho para reposicionar uma cicatriz de modo que fique menos visível, ou para melhorar a flexibilidade onde a contratura restringe o movimento.

Substitutos farmacêuticos de tecido podem ser utilizados se o tecido saudável não estiver presente para fechar uma excisão da cicatriz, sendo mais provável com a correção de cicatrizes de queimaduras graves.

A expansão do tecido pode ser um procedimento substituto para enxertos de pele. Neste procedimento, um balão inflável, chamado de expansor de tecido, é colocado sob a pele perto do local da cicatriz. Ao longo do tempo, o balão é preenchido lentamente com solução estéril para expandir a área de pele saudável. Uma vez que a pele tenha sido suficientemente esticada, o expansor e a cicatriz são removidos e a pele esticada é movida para substituir o tecido cicatricial. Este processo pode envolver várias etapas ou procedimentos cirúrgicos, a fim de alcançar os resultados finais.

Recuperação pós-operatória

A fase inicial de cicatrização pode apresentar inchaço localizado, descoloração ou desconforto e pode levar de 1 a 2 semanas. A cicatrização continuará por várias semanas. Com a dermoabrasão, o peeling químico, ou resurfacing a laser, as condições nas áreas tratadas serão as mesmas, além de sensibilidade em geral.

Resultados

Os resultados finais da cirurgia de correção de cicatriz podem levar vários meses para se tornarem aparentes e, em alguns casos, pode levar um ano para a nova cicatriz cicatrizar completamente.

A prática da medicina e da cirurgia não é uma ciência exata. Apesar de serem esperados bons resultados, não há garantia. Em algumas situações, pode não ser possível atingir ótimos resultados com um único procedimento cirúrgico, sendo necessária uma nova cirurgia.

Qual o custo da cirurgia?

O custo é sempre uma consideração nos procedimentos eletivos. Os preços podem variar muito, dependendo do procedimento a ser realizado e da experiência do profissional.

O custo pode incluir

• Honorários do cirurgião,
• Gastos com hospital ou centro cirúrgico,
• Honorários do anestesista,
• Exames médicos.

Sua satisfação vale mais que os custos

Ao escolher um cirurgião plástico para realizar o procedimento, lembre-se de que a experiência do cirurgião e seu bom relacionamento com ele são tão importantes quanto o custo final da cirurgia.

Glossário

• Soluções de peeling químico: Substâncias que penetram na superfície da pele para suavizar irregularidades na textura e na cor.
• Contraturas: Cicatrizes que restringem o movimento devido à pele e ao tecido subjacente se juntarem durante a cicatrização, ocorrendo, normalmente, quando há grande quantidade de perda de tecido como, por exemplo, depois de uma queimadura.
• Dermoabrasão: Remoção mecânica da pele.
• Excisão: Remoção cirúrgica de uma cicatriz.
• Anestesia geral: Drogas e gases usados durante a cirurgia para aliviar a dor e diminuir a consciência.
• Cicatriz hiperpigmentadas: Cicatriz de cor mais escura.
• Cicatriz hipertrófica: Aglomerados espessos de tecido cicatricial que se desenvolvem diretamente no local da cicatrização.
• Cicatriz hipopigmentada: Cicatriz de cor mais clara.
• Sedação intravenosa: Sedativos administrados por injeção na veia para ajudar a relaxar.
• Quelóides: Cicatrizes grandes que podem causar dor ou prurido.
• Laser resurfacing: Método para alterar a superfície da pele, permitindo que pele nova e saudável se forme no local da cicatriz.
• Anestesia local: Droga injetada diretamente no local da incisão durante a cirurgia para aliviar a dor.
• Enxertos de pele: Pele saudável é retirada de outras áreas do corpo, tais como abdômen ou coxa, para corrigir uma cicatriz.
• Expansão do tecido: Procedimento que pode substituir enxertos de pele. Um balão inflável, chamado de expansor de tecido, é colocado sob a pele, perto do local da cicatriz, para esticar a pele adicional e ser utilizada para corrigir a cicatriz. Muitas vezes, vários procedimentos são necessários.
• Zetaplastia: Técnica cirúrgica que cria retalhos inclinados em ambos os lados do local da cicatriz original, podendo reposicionar ou alterar completamente a direção da cicatriz, interromper a tensão ou melhorar a flexibilidade da cicatriz.

Perguntas a fazer ao cirurgião plástico

Use esta lista como um guia durante a consulta:
• Você é especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica?
• Você foi treinado especificamente no campo da cirurgia plástica?
• A instalação do centro cirúrgico em seu consultório é autorizada pela Vigilância Sanitária?
• Quantos procedimentos deste tipo já realizou?
• Sou um bom candidato a este procedimento?
• O que se espera de mim para que os melhores resultados sejam obtidos?
• Onde e como o procedimento será realizado?
• Qual o tempo de recuperação e que tipo de ajuda vou precisar durante minha recuperação?
• Quais são os riscos e as complicações associados a este procedimento?
• Como são tratadas as complicações?
• Quais são minhas opções se estiver insatisfeito com o resultado da cirurgia?